Conheça 11 poemas famosos para ler com as crianças

por | abr 14, 2022 | Literatura Infantil

11 poemas famosos para ler com crianças – Ler com crianças é sempre bastante divertido. Ler poemas então pode ser ainda muito mais. Isso porque os poemas trazem mensagens bem interessantes. Assim como aguçam a imaginação dos pequenos.  E foi justamente pensando nisso que criamos esse post. Aqui você conhece 10 poemas famosos para ler com elas. 

A ideia é soltar a imaginação. Além disso trazer ainda mais cultura para o dia a dia das crianças. Quem tem pequenos em casa, ou trabalha com eles pode aproveitar a nossa lista para dar um up na diversão. Antes de começar, entretanto, é  recomendado por muitos especialistas criar um cantinho lúdico dentro de casa. Tudo isso para incentivar a criatividade e deixar o momento ainda mais fantástico para os pequenos leitores. 

10 poemas famosos para ler com as crianças

E por falar em poema, não podemos esquecer da incrível Cecília Meireles. A primeira opção de poema famoso, portanto, é a Canção dos Tamanquinhos. Ele se trata de um poema curto, mas bastante divertido com onomatopeias. Abaixo segue o poema para acompanhar:

 

Canção dos Tamanquinhos

Cecília de Meireles

 

Troc…  troc… troc…  troc…

ligeirinhos, ligeirinhos,

troc…  troc… troc…  troc…

vão cantando os tamanquinhos…

 

Madrugada.   Troc… troc… 

pelas portas dos vizinhos

vão batendo, Troc…  troc…

vão cantando os tamanquinhos…

 

Chove.  Troc… troc…  troc…

no silêncio dos caminhos

alagados, troc…  troc…

vão cantando os tamanquinhos…

 

E até mesmo, troc…  troc…

os que têm sedas e arminhos,

sonham, troc…  troc… troc…

com seu par de tamanquinhos…

 

Outro poema bastante divertido de Cecília é o Cantiga de Babá. O mesmo retrata a rotina de cuidado da babá para um menino. A história pode soar bastante familiar para as crianças.

 

Cantiga de Babá

Cecília Meireles

 

Eu queria pentear o menino

como os anjinhos de caracóis.

Mas ele quer cortar o cabelo,

porque é pescador e precisa de anzóis.

 

Eu queria calçar o menino

com umas botinhas de cetim.

Mas ele diz que agora é sapinho

e mora nas águas do jardim.

 

Eu queria dar ao menino

umas asinhas de arame e algodão.

Mas ele diz que não pode ser anjo,

pois todos já sabem que ele é índio e leão.

 

(Este menino está sempre brincando,

dizendo-me coisas assim.

Mas eu bem sei que ele é um anjo escondido,

um anjo que troça de mim।)

 

Além da incrível Cecília, também não podemos deixar de fora os poemas famosos de Ruth Rocha. Ela foi uma das maiores escritoras para o público infantil. O primeiro que citamos de Ruth é o chamado Pessoas são Diferentes. O mesmo é ótimo para debater assuntos que envolvam a inclusão social.

 

Pessoas são Diferentes

Ruth Rocha

 

São duas crianças lindas

Mas são muito diferentes!

Uma é toda desdentada,

A outra é cheia de dentes…

 

Uma anda descabelada,

A outra é cheia de pentes!

Uma delas usa óculos,

E a outra só usa lentes.

 

Uma gosta de gelados,

A outra gosta de quentes.

 

Uma tem cabelos longos,

A outra corta eles rentes.

 

Não queira que sejam iguais,

Aliás, nem mesmo tentes!

São duas crianças lindas,

Mas são muito diferentes!

 

Outro poema de Ruth também bastante conhecido é Chegaram as Férias, o qual a autora criou com Hélio Ziskind. A ideia então remete a chegada da folga das crianças. Além de se tornar bastante familiarizado por elas, o poema pode deixar o assunto bem divertido.

 

Chegaram as Férias

Ruth Rocha e Hélio Ziskind

 

Chegaram as férias

que bom que vai ser!

 

Eu vou passear

pular e correr!

Eu vou dormir tarde,

vou brincar lá fora…

 

Ver televisão

até fora de hora.

 

Vou ler o que eu quero,

de noite e de dia…

 

Brincar com o cachorro,

ou fazer folia!

 

Chaa…

charará rá rá…

charará rá rá…rá rá…

Com todos os amigos

vou ficar de bem,

Só volto pra escola

no ano que vem!

 

Sérgio Capparelli também é bastante conhecido entre os poemas famosos para ler com crianças. O poeta traz várias composições infanto-juvenis que encantam os pequenos. Um deles é Mãe. 

 

Mãe

Sérgio Capparelli

 

De patins, de bicicleta

de carro, moto, avião

nas asas da borboleta

e nos olhos do gavião

de barco, de velocípedes

a cavalo num trovão

nas cores do arco-íris

no rugido de um leão

na graça de um golfinho

e no germinar do grão

teu nome eu trago, mãe,

na palma da minha mão.

 

Outro também bastante conhecido de Sérgio é Canção para Ninar Dromedário. O mesmo não é tão curto, mas traz bastante entusiasmo. 

 

Canção para ninar Dromedário

 

Drome, drome

Dromedário

As areias

Do deserto

Sentem sono,

Estou certo.

Drome, drome

Dormedário

Fecha os olhos

O beduíno,

Fecha os olhos,

Está dormindo.

Drome, drome

Dromedário

O frio da noite

Foi-se embora,

Fecha os olhos

Dorme agora.

Drome, drome

Dromedário

Dorme, dorme,

A palmeira,

Dorme, dorme,

A noite inteira.

Drome, drome

Dromedário

Foi-se embora

O cansaço

E você dorme

No meu braço.

Drome, drome

Dromedário

Drome, drome

Dromedário

Drome, drome

Dromedário.

 

O escritor Lalau, por sua vez, também é aclamado pelo público infantil. Assim como outros poetas acima, seu poema traz palavras lúdicas. Além disso mexe com a imaginação dos pequenos entonando objetos e animais da infância. Abaixo citamos dois poemas famosos de Lalau para ler com crianças. São eles:

 

ABC da Passarada

Lalau

 

Andorinha

Bem-te-vi

Coleirinha

Dorminhoco

Ema

Falcão

Graúna

Harpia

Inhambu

Jacutinga

Lindo-azul

Mainá

Noivinha

Oitibó

Pintassilgo

Quiriri

Rolinha

Sabiá

Tico-tico

Uirapuru

Viuvinha

Xexéu

Zabelê

 

Gaivota 

Lalau

 

Gaivota

Vive lá no céu.

Gaivota vai,

Gaivota volta,

Gaivota vai,

Gaivota volta,

E os ovos?

Quando é que

A gaivota

Bota?

E para concluir não podemos deixar de citar Vinícius de Morais. Conhecido por trazer magia aos seus textos, Vinícius encanta as crianças até hoje. Abaixo dois de seus poemas famosos são mencionados. Se você possui filhos ou pretende entreter crianças, com certeza eles serão boas leituras.

10 poemas incríveis para ler com seu filho

10 poemas incríveis para ler com seu filho

A porta

Vinícius de Moraes

 

Eu sou feita de madeira

Madeira, matéria morta

Mas não há coisa no mundo

Mais viva do que uma porta.

Eu abro devagarinho

Pra passar o menininho

Eu abro bem com cuidado

Pra passar o namorado

Eu abro bem prazenteira

Pra passar a cozinheira

Eu abro de supetão

Pra passar o capitão

 

A Casa

Vinícius de Moraes

 

Era uma casa

Muito engraçada

Não tinha teto

Não tinha nada

Ninguém podia

Entrar nela não

Porque na casa

Não tinha chão

Ninguém podia

Dormir na rede

Porque a casa

Não tinha parede

Ninguém podia

Fazer pipi

Porque penico

Não tinha ali

Mas era feita

Com muito esmero

Na Rua dos Bobos

Número Zero.

O Menino Azul de Cecília Meireles

O menino quer um burrinho
para passear.
Um burrinho manso,
que não corra nem pule,
mas que saiba conversar.

O menino quer um burrinho
que saiba dizer
o nome dos rios,
das montanhas, das flores,
– de tudo o que aparecer.

O menino quer um burrinho
que saiba inventar histórias bonitas
com pessoas e bichos
e com barquinhos no mar.

E os dois sairão pelo mundo
que é como um jardim
apenas mais largo
e talvez mais comprido
e que não tenha fim.

(Quem souber de um burrinho desses,
pode escrever para a Ruas das Casas,
Número das Portas,
ao Menino Azul que não sabe ler.)

Gostou de conhecer 11 poemas famosos para ler com as suas crianças? Então você também pode gostar de:

Posts relacionados

Cinderela Livro infantil

Cinderela Livro infantil

Cinderela é um clássico da literatura infantil que conta a história de uma jovem garota sonhadora chamada Cinderela,...