Trem De Ferro

por | abr 1, 2022 | Literatura Infantil

Um trem atravessando ponte, postes, pastagens, galhos, gado. Um trem atravessa o país, mostrando uma paisagem colorida através das janelas. É assim que o Manuel Bandeira descreve em Trem De Ferro, um clássico da leitura brasileira.

O livro apresenta um poema divertido e leve, ideal para crianças de 0-2, 3-5, 6-8, 9+ pois cria um pensamento criativo e lúdico, sendo assim uma ótima leitura para as crianças.

Curiosidade sobre o autor

Manoel Bandeira nasceu no ano de 1886, ficou conhecido como um dos maiores nomes do movimento modernista no Brasil. O poema Trem De Ferro foi lançado primeiramente no livro Estrela Da Manhã no ano de 1936. Além de escritor, Manuel Bandeira foi historiador literário, professor e crítico de arte. Sua primeira obra foi seu livro A Cinza das Horas publicado em 1917.

Curiosidade sobre a obra

O contexto histórico no qual foi publicado o poema é no grande desenvolvimento industrial no Brasil entre os anos de 1930 a 1940. Nesse período os trens tinham uma enorme importância no escoamento dos produtos produzidos nos centros de produção sendo transportados até os portos (onde seriam exportados) ou até mesmo às cidades. Um dos principais produtos desse período era o café, tanto que nos primeiros versos do poema é citado.

O TREM DE FERRO

Café com pão
Café com pão
Café com pão
Virge Maria que foi isto maquinista?

Agora sim
Café com pão
Agora sim
Voa, fumaça
Corre, cerca
Ai seu foguista
Bota fogo
Na fornalha
Que eu preciso
Muita força
Muita força
Muita força

Oô…
Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pasto
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
De ingazeira
Debruçada
No riacho
Que vontade
De cantar!

Oô…
Quando me prendero
No canaviá
Cada pé de cana
Era um oficiá

Oô…
Menina bonita
Do vestido verde
Me dá tua boca
Pra matá minha sede
Oô…
Vou mimbora vou mimbora
Não gosto daqui
Nasci no Sertão
Sou de Ouricuri
Oô…

Vou depressa
Vou correndo
Vou na toda
Que só levo
Pouca gente
Pouca gente
Pouca gente…

Fonte:
Bandeira, Manuel 1886 – 1968.
Antologia Poética. Rio de Janeiro: J.Olympo, 1976, 8. ed. , p. 96.

Conclusão

O poema possui uma musicalidade, transmitida através de seus versos curtos e rápidos. Também se utiliza de palavras cotidianas simples. Uma leitura completa e legal.

Gostou? Curta e Compartilhe!

Leia Também:

Posts relacionados

Cinderela Livro infantil

Cinderela Livro infantil

Cinderela é um clássico da literatura infantil que conta a história de uma jovem garota sonhadora chamada Cinderela,...